Blog

Benefícios dos exercícios na piscina

A prática de exercícios na piscina, como a hidroginástica, tem como principal objetivo o condicionamento cardiovascular e muscular. Nos dias corridos de hoje, exercitar a flexibilidade, a coordenação motora e o relaxamento são cada vez mais raros, logo, necessários.

A hidroginástica

De acordo com especialistas, a hidroginástica é extremamente eficaz no combate ao estresse, além de contribuir para uma melhor qualidade de vida dos indivíduos.

Ao contrário dos exercícios realizados no solo, a prática de exercícios na piscina contribui para a redução de dores, da transpiração e também retardam a chegada da sensação de exaustão.

Dentro da piscina, o indivíduo tem uma sensação de redução no peso, o que reduz consideravelmente a tensão nas articulações. Com isso os exercícios são desenvolvidos com maior facilidade, aumentando o rendimento da pessoa e possibilitando a prática da atividade por um período de tempo maior.

O gasto calórico médio é de 260-400 Kcal/hora.

Como o impacto é reduzido, as dores e os espasmos musculares pós-atividades praticamente não ocorrem. Isso garante um efeito suavizante sobre a musculatura, ajuda a aumentar a circulação periférica de sangue e alivia as tensões.

Um benefício bastante agradável dos exercícios na piscina é a massagem proporcionada pela água, por meio da pressão e da resistência.

A hidroginástica, quando praticada de maneira adequada e regularmente, permite uma melhora em todos os componentes do condicionamento físico:

  • Componente Aeróbico: melhorando a capacidade cardiovascular e pulmonar;
  • Componente de Força Muscular;
  • Componente de Resistência Muscular;
  • Componente de Flexibilidade;
  • Componente de Composição Corporal: relaciona-se à relação entre a massa magra e a quantidade de gordura.

Uma outra vantagem desses exercícios aquáticos é que eles são uma das poucas atividades que podem ser realizadas por indivíduos com pouco ou nenhum condicionamento físico. Pessoas de qualquer idade, inclusive gestantes, podem praticá-los.

Nas gestantes, a hidroginástica ajuda na prevenção das dores lombares e cervicais e aumenta a circulação nas pernas, facilitando o parto e o período de recuperação.

Quando comparada ao exercício em terra, verificou-se que correr 400 metros dentro da piscina equivale, em termos de gasto calórico e tempo, a 1500 metros em terra firme.

Caminhar 4,5 Km com água na altura da coxa pode consumir até 460 Kcal.

Além de tudo isso, não é preciso saber nadar! Então não perca tempo e agende uma visita com um personal trainner em sua casa! Sua piscina é o melhor local para prática de exercícios! E caso seja necessária a limpeza da piscina, conte com uma empresa especializada.

Conheça algumas vantagens da piscina de fibra de vidro

Anexo vazio ou tipo de publicação diferente de ‘anexo’

Construir uma piscina exige muito planejamento, e a escolha dos materiais pode fazer toda a diferença no resultado final da obra, influenciando a qualidade e a aparência da piscina, a facilidade de manutenção e os gastos que o cliente terá com ela. As piscinas de fibra de vidro têm se destacado pela praticidade de instalação e pela manutenção simples e de baixo custo, além de seu excelente resultado estético.

 

As piscinas de fibra de vidro começaram a ser produzidas no século XX, nos anos 1950. Seu desenvolvimento foi inspirado em alguns tipos de embarcações, que utilizavam o mesmo material, e apresentavam alta resistência à temperatura e à pressão. A fibra de vidro também pode ser encontrada em pás de helicópteros, em corpos de aviões e até em materiais médicos.

Confira algumas vantagens da piscina de fibra de vidro!

Durabilidade

A fibra de vidro se adapta facilmente a qualquer tipo de clima, devido à grande flexibilidade que o material apresenta. Seja no calor extremo ou no frio, sua piscina estará sempre pronta para o uso sem que você precise desembolsar qualquer quantia para reparar danos.

Flexibilidade de tamanhos

Ao optar por uma piscina pré-fabricada de fibra de vidro, você tem acesso a um catálogo com inúmeros modelos, formatos e tamanhos de piscinas. Certamente, você encontrará um modelo de sua preferência e do tamanho que seu espaço permitir.

Facilidade na instalação

Em comparação com outros tipos de piscinas, a fibra de vidro proporciona fácil instalação. Sua construção consiste somente na retirada da terra onde será alocada e no posicionamento da piscina pré-fabricada. É importante que, para isso, não haja restrições no terreno.

As piscinas de fibra de vidro levam poucos dias para serem instaladas, enquanto as outras (de concreto, vinil, entre outros materiais) podem levar até 8 semanas.

Manutenção mínima

Fáceis de manter, as piscinas de fibra de vidro exigem pouca manutenção, e sua limpeza é realizada com praticidade graças à sua superfície lisa, que evita o acúmulo de bactérias, fungos e sujeira.

Estética

As piscinas de fibra de vidro também trazem um charme a mais para o ambiente externo, sendo um símbolo de beleza e bom gosto. Hoje, é possível encontrá-las nas cores azul e branca, com diversos acabamentos e diferentes tons, que podem dar um toque especial à sua área de lazer.

Segurança

Por ter uma superfície lisa e resistente, o material não apresenta rachaduras, que podem causar ferimentos e acidentes. O acabamento das piscinas de fibra de vidro proporciona total segurança, principalmente nas bordas.

As piscinas de fibra de vidro são uma excelente escolha se o foco for uma instalação rápida, com qualidade e praticidade, sem deixar de lado o bom custo-benefício. Mas fique atento: para que o produto seja realmente resistente e durável, é preciso contratar uma empresa especializada e de confiança. Depois, é só se divertir!

8 dicas para manter sua piscina sempre limpa

Anexo vazio ou tipo de publicação diferente de ‘anexo’

Uma piscina limpa é sinônimo de água saudável e um belo visual para a área externa. Por isso, a rotina de limpeza da piscina deve ser seguida para evitar que a sujeira se acumule e cause transtornos, como algas ou água turva.

 

Alguns cuidados também influenciam na manutenção, como cobrir a piscina por exemplo. E para que a sua esteja sempre limpa e pronta para o uso, que tal algumas dicas para prevenir e eliminar as impurezas da água? Acompanhe nesse artigo!

1. Instale uma ducha

A ducha na área da piscina não é um item supérfluo. O banho de ducha antes do mergulho ajuda a manter a limpeza da piscina, já que elimina diversos resíduos que iriam parar na água.

 

Poeira, suor, poluição, protetor solar, maquiagem e cremes hidratantes são alguns resíduos que ficam depositados na pele e cabelo das pessoas. Quando elas entram na piscina sem antes tomar um banho de ducha, tudo isso é levado para a água e a desequilibra.

 

Quando se estabelece como regra a ducha antes do mergulho, eliminam-se problemas como a oleosidade e a formação de crostas de sujeira nas bordas. Além disso, reduzem-se as chances da formação de cloraminas, que causam ardor nos olhos, entre outros problemas.

2. Cuide da área externa da piscina

Outro ponto importante para manter a limpeza da piscina é cuidar do seu entorno. Escolha com cuidado as plantas que ficarão ao redor, para que não soltem muitas folhas ou flores que possam cair na água.

 

Na limpeza rotineira, antes de cuidar da água, limpe a volta da piscina. Mantenha o jardim bem cuidado e elimine a sujeira do piso, para que o vento não estrague seu trabalho, levando a sujeira para a piscina mais uma vez.

3. Retire os resíduos em suspensão na água

Preferencialmente todos os dias retire os resíduos em suspensão na água, como folhas, galhos e insetos. Isso vai evitar a reação com o cloro e também que se depositem no fundo. Redobre o cuidado nos meses de outono e também em épocas com maior incidência de ventos, pois eles trazem muita sujeira de fora.

4. Mantenha os parâmetros do cloro sempre regulados

O cloro mantém a água da piscina saudável e também evita a formação de algas, que deixam a água verde e se depositam na parede da piscina. Ele elimina micro-organismos potencialmente perigosos para a saúde e também tem a função de inibir a proliferação de mosquitos vetores de doenças.

 

Use um kit específico para fazer a medição dos parâmetros de cloro. Eles estão satisfatórios quando o resultado estiver entre 1 e 3 ppm (partes por milhão). Lembre-se de que o cloro naturalmente evapora com o tempo, por isso, mesmo que ninguém tenha usado a piscina é preciso fazer a medição e correção se necessário.

5. Verifique o pH e alcalinidade

Os níveis de pH e alcalinidade também precisam ser controlados, e são uma das regras básicas para manter a água saudável. Por isso, a limpeza da piscina não estará completa se você não verificar esses parâmetros e corrigi-los se for preciso.

 

Para o pH e alcalinidade também utilizamos um kit que apresenta os níveis de ambos. Para o pH o resultado deve estar entre 7,2 e 7,6. Mais alto ou mais baixo, ele pode causar incômodos para a pele e os olhos.

 

A alcalinidade deve estar entre 80 e 120 ppm, pois, se estiver mais baixa ou mais alta ela causará desequilíbrios na água. Quando muito baixa a alcalinidade torna a água corrosiva, ela pode ficar verde ou opaca, o pH desregula-se e fica mais difícil fazer a decantação de partículas.

 

Mas quando os parâmetros estão muito altos, a alcalinidade deixa a água turva e podem se formar incrustações nas tubulações, o que eleva o custo da manutenção.

 

Quando o pH e a alcalinidade estão desregulados, para menos ou para mais do que o ideal, é preciso corrigir com o elevador ou redutor de pH. O mesmo produto corrige a alcalinidade. É essencial utilizar a quantidade indicada pelo fabricante e fazer a medição dos parâmetros mais uma vez, para verificar se os níveis estão adequados ou se ainda precisam de correção.

6. Use o decantador e o aspirador semanalmente

Uma vez por semana é interessante fazer uma limpeza mais completa. Retirar as folhas e outros resíduos é válido, porém, algumas partículas ficam na água, porque a peneira não consegue retirá-las.

 

Se não forem eliminadas essas partículas, elas irão causar desequilíbrios e deixarão a água turva. Então, devemos usar o decantador para fazer com que essa sujeira sedimente e possa ser aspirada.

 

O decantador é um produto para limpeza da piscina que reage com as minúsculas partículas de sujeira, fazendo com que fiquem “pesadas”. Ele as separa da água deixando-a cristalina novamente. Depois de deixar o decantador agir basta usar o aspirador de fundo para que a sujeira seja retirada com sucesso. Nesse processo é preciso ter calma e cuidado para não agitar a água e novamente misturar as partículas a ela.

7. Escove o tanque e limpe as bordas

No dia em que você for fazer a decantação e aspiração do fundo, aproveite para limpar as paredes da piscina. Escovando-as com o auxílio de uma escova própria para essa tarefa e o cabo telescópico.

 

A escovação do tanque vai soltar partículas na água, por isso é importante fazer essa limpeza no dia da aspiração, assim você elimina toda a sujeira de uma vez só. Tenha o cuidado de esfregar todos os cantos da piscina, sem esquecer nenhuma quina ou curva. Além das paredes do tanque, as bordas também acumulam sujeira e precisam de atenção especial. Mas nesse caso, o produto Limpa Bordas não desequilibra a água e não solta resíduos, então, essa limpeza pode ser feita em qualquer dia sempre que for necessário.

8. Mantenha a piscina coberta

Como dissemos no item 3, o vento traz muita sujeira para dentro da piscina. Mesmo que não haja plantas a sua volta, essa sujeira pode vir de fora, das árvores da vizinhança e da rua. Por isso, cobrir a piscina é uma das formas de evitar que ela fique suja.

 

As lonas e decks são opções interessantes para manter a limpeza da piscina, e devem ser considerados como uma ferramenta para a sua manutenção. As lonas exigem um investimento menor do que os decks, no entanto, o deck permite que se aproveite a área da piscina para outras atividades quando ela não estiver em uso, já que ele forma um piso sobre a água.

 

Ambos são eficientes para manter a sujeira do lado de fora e cada um tem suas vantagens, por isso, a escolha é pessoal.

 

A limpeza da piscina não é uma tarefa complicada, ela só precisa ser regrada. Quando mantemos a água com os parâmetros controlados e sem resíduos, ela não acumula sujeira. Isso economiza produtos de tratamento e também faz com que a manutenção seja mais simples e rápida. Além de se manter a piscina sempre pronta para um mergulho!

Saiba aproveitar bem sua piscina neste verão

Anexo vazio ou tipo de publicação diferente de ‘anexo’

Com o fim do ano se aproximando, já é possível sentir todo o calor que é característico da estação mais quente.

Nesses meses, o sol predomina e faz um convite para que você se refresque na sua piscina. Durante o verão, ela se torna uma das partes preferidas da casa, permitindo que você reúna a família e os amigos e desfrute de momentos de descontração e alegria.

Que delícia, não é mesmo? Mas, para que você possa aproveitar sua piscina no verão, existem alguns cuidados que devem ser tomados. Por isso, no post de hoje, falaremos a respeito do que fazer para ficar livre de dores de cabeça e poder curtir o calor e o sol sem medo. Vamos lá?

De olho no sol

Você já parou para pensar que o rei da estação também pode ser o maior vilão? Por esse motivo, para aproveitar sua piscina no verão, é preciso ficar sempre atento aos horários.

O melhor período para evitar a maior incidência de raios ultravioletas, queimaduras e, até mesmo, câncer de pele, é antes das 10h e após às 16h.

Por isso, prefira o solzinho da manhã e o do final da tarde. Essa dica vale para todas as idades!

Use protetor solar

O uso do protetor solar é indispensável para aproveitar sua piscina no verão! Ele é responsável por proteger sua pele dos raios UV, que são prejudiciais à sua saúde e pele.

Na verdade, o seu uso não é exclusivo para os dias quentes, o correto é utilizá-lo durante o ano todo.

Atenção! Não basta aplicar protetor solar apenas na hora de ir para piscina! De acordo com especialistas, o seu uso é tão importante que o produto deveria ficar guardado ao lado da escova de dente para que a aplicação se torne parte da rotina diária.

A aplicação deve ser renovada a cada 90 minutos e sempre após um mergulho, pois a água retira a proteção do corpo.

Não se esqueça daqueles cantinhos escondidos, como orelhas, mãos, nuca e pés!

Tome uma ducha antes de aproveitar sua piscina no verão

Para aproveitar sua piscina no verão, alguns hábitos de higiene são fundamentais. É o caso de uma boa ducha antes do banho, pois ela retira fluidos corporais e resíduos de produtos de beleza.

Além disso, uma ducha gelada ajuda a manter a temperatura corporal mais próxima da água da piscina, evitando que os usuários sofram choques térmicos.

Beba muita água

Para que você e sua família possam aproveitar sua piscina no verão com muita saúde e conforto, é fundamental ingerir muita água.

As altas temperaturas fazem com que o corpo libere líquidos com mais facilidade. Por esse motivo, é preciso reabastecer com frequência. O ideal é a ingestão de, ao menos, dois litros de água por dia.

E isso não é nenhum sacrifício, não é mesmo? É a melhor maneira de dar aquela refrescada entre um mergulho e outro!

Alimente-se bem

Para ter disposição e poder aproveitar sua piscina no verão, é preciso se alimentar de maneira saudável e leve. Prefira frutas e verduras frescas, elas darão a energia que você precisa sem causar desconfortos. Espere 30 minutos para entrar na água depois das refeições.

Trate a sua piscina

Antes de dar aquele mergulho e curtir momentos de diversão junto de quem você ama, é preciso verificar se a sua piscina está tratada da maneira correta.

Esse cuidado garante que você se refresque com segurança. Afinal, a limpeza da água evita a proliferação de microrganismos e bactérias que podem causar doenças.